Resenha – The Walking Dead: O caminho para Woodbury

The-Walking-Dead-O-Caminho-para-Woodbury1 Ficha Técnica

  • Título: The Walking Dead: O Caminho Para Woodbury
  • Título Original: The Walking Dead: The Road to Woodbury
  • Autor: Robert Kirkman & Jay Bonansinga
  • ISBN: 978-85-01-40187-8
  • Páginas: 331
  • Ano: 2013
  • Tradutor: Joana Faro
  • Editora: Galera Record
  • Onde comprar: SaraivaSubmarino e Galera Record

Sinopse

Há alguns meses que Philip Blake, o temido e ao mesmo tempo adorado Governador, organizou Woodbury para que a cidade murada fosse um local seguro no qual as pessoas pudessem viver em paz em meio ao apocalipse zumbi. E paz e segurança é tudo que Lilly Caul, que tenta desesperadamente sobreviver a cada dia que nasce, quer. Porém, mal sabe ela que seguir em direção a Woodbury é estar a um passo do perigo. Uma horda de errantes famintos não é nada perto do que se pode encontrar por lá.

Resenha

Carnaval está a todo vapor (lá fora) e nada melhor do que aproveitar o feriado para ler livros. Selecionei alguns e conclui a leitura de The Walking Dead – O caminho para Woodbury. Como não acompanho (ainda) a série, não faço ideia do que o governador apronta, então eu estava louca de curiosidade para ler esse livro e agora eu consigo entender o porquê dele ser o maior vilão que já existiu na terra dos zumbis.

Sequência de A Ascensão do governador (veja resenha aqui), o livro é dividido em duas partes e somos levados a conhecer novos personagens que tentam sobreviver ao apocalipse zumbi. Lilly Caul, peça chave dessa trama, tenta sobreviver em meio ao caos enfrentando seus medos e a trágica morte de seu pai; se une a um grupo de sobreviventes e montam um acampamento para tentar sobreviver dia após dia. No meio de todo o caos, Lilly reencontra sua amiga Megan e conhece Josh, onde tornam-se bem próximos.

Depois de alguns acontecimentos nada agradáveis no acampamento, Josh é expulso do mesmo e Lilly resolve ir com ele em busca de outro local “seguro”. Junto ao casal, Megan, Scott e Bob seguem viagem e o quinteto enfrenta situações desesperadoras e hordas de zumbis que os levam a quase morte por diversas vezes. Em determinado momento, os 5 se encontram com um grupo não muito amistoso a princípio, e são levados para uma cidade chamada Woodbury. Cidade essa que parecia ser o paraíso em meio ao apocalipse, onde segurança, comida e moradia havia para todos. A realidade não era bem essa…

Em Woodbury reencontramos Philip Blake, o Governador. Com sua visão perturbada e completamente ensandecida, Blake cuida da cidade acreditando fazer o bem para todos. A comunidade vive a base do escambo e  suas habilidades são mais valiosas do que dinheiro ou qualquer outra coisa. Uma nova sociedade está se formando pós-apocalipse e ninguém tem coragem de enfrentar o governador, pelo menos não existia ninguém com essa coragem.

112401802SZ

Durante o decorrer da história vemos o crescimento de Lilly e a mudança desse personagem diante das circunstância, passando de uma mulher frágil para uma guerreira que luta com todas as forças para sobreviver em meio aos perigos. No primeiro livro eu compreendi os motivos de Philip por ser frio e impiedoso, mas nesse segundo eu comecei a odiá-lo e sinceramente quero que ele morra!

Apesar dos zumbis existirem, o livro não é focado neles. Toda a história de The Walking Dead está centrada nos sobreviventes e em como cada um reage diante das situações descritas. Alguns querem o bem para todos, já outros desenvolvem o pior lado do ser humano, sendo egoístas e se aproveitando dos mais fracos para se dar bem. Claro, os zumbis são um “show” a parte e temos muitas cenas detalhadas de ataques dos zumbis com direito a muito sangue e vísceras espalhadas para todos os lados.

De maneira nenhuma esse livro é recomendado para menores ou para pessoas que não estão (ou não gostam) habituadas com leituras envolvendo palavrões, muitas cenas de sexo e violência. Os autores descrevem MUITO bem as cenas e por serem tão ricas em detalhes faz parecer que você está escondidinho num cantinho da sala só observando tudo.

Há algo que não gostei no livro. Eu esperava ver mais sobre Philip, mas, só leremos sobre o governador quase na metade do livro pra frente. Nada que torne a leitura chata, apenas eu esperava uma outra coisa do livro, nesse sentido. Fora isso, a dinâmica da leitura não é massante e o clima de terror e suspensa está bem presente desde o primeiro capítulo.

Super recomendo o livro para quem é fã da série ou das HQs e para quem não é também. Para os fãs, recomendo a leitura pois ela ajudará a se aprofundar um pouco mais nesse universo repleto de zumbis. Se você não quer ler o livro porque odeia o governador, não se preocupe, leia assim mesmo, você vai gostar do livro!

– Logo.. quando você não for necessário… este será você.

E ela desce o machado mais uma vez, e mais outra.

pág. 331

[important]Minha Nota: 10. O livro está aprovadíssimo e agora quero acompanhar a série e a HQ![/important]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: