Resenha: Uma Loucura e Nada Mais de Mary Balogh

Romance de Época. Apesar de todos os clichês, Mary Balogh sempre me surpreende com seus romances.

Sinopse

Depois de sobreviver às guerras napoleônicas, Sir Benedict Harper está lutando para seguir em frente e retomar as rédeas de sua vida. O que ele nunca imaginou era que essa esperança viesse na forma de uma bela mulher, que também já teve sua parcela de sofrimento.
Após a morte do marido, Samantha McKay está à mercê dos sogros opressores, até que planeja uma fuga para o distante País de Gales para reivindicar uma casa que herdou. Como o cavalheiro que é, Ben insiste em acompanhá-la em sua jornada.
Ben deseja Samantha tanto quanto ela o deseja, mas tenta ser prudente. Afinal, o que uma alma ferida pode oferecer a uma mulher? Já Samantha está disposta a ir aonde o destino a levar, a deixar para trás o convívio com a alta sociedade e até mesmo a propriedade que é sua por direito, por esse belo e honrado soldado.
Mas será que, além de seu corpo, ela terá coragem de lhe oferecer também seu coração ferido? As respostas às perguntas talvez estejam em um lugar improvável: no braços um do outro.

Resenha

Definitivamente Mary Balogh é uma de minhas escritoras prediletas de romances de época. Sabemos que o gênero é cheio de clichês e que as histórias podem se tornar mais do mesmo, porém, a autora consegue criar narrativas envolventes, diferentes, com personagens cativantes, deixando o leitor sem querer largar o livro. 

O clube dos sobreviventes tem me surpreendido a cada livro lido, desde o primeiro, Uma proposta e nada mais, me apaixonei por esses sobreviventes das guerras. Acompanhar suas histórias de amor é como torcer pela felicidade de um amigo querido, tamanha a proximidade que sentimos com os personagens. Não consigo definir qual deles é o meu preferido…

Benedict e Samantha tiveram suas vidas marcadas pela guerra. Ele virou um aleijado, ela abdicou de sua vida para cuidar de um marido ferido por anos. Ben é um homem incrível, não desiste de nada, é persistente, determinado. Samantha é uma mulher decidida e determinada a ser livre e viver a vida como bem entende. Os dois ganharam meu coração e me apaixonei perdidamente por Tramp, o cachorro de Sammy.

A história segue um ritmo gostoso de ler. É tão envolvente que nem sentimos as páginas passando. Foi uma leitura muito rápida e terminei o livro com o coração aquecido. Agora vou correndo conhecer a história de amor de Flavian. Apesar de ser uma série, é possível ler os livros fora  de ordem, pois são independentes. Porém, recomendo que leiam na ordem para uma melhor aproximação com os personagens. Livro recomendadíssimo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: