Resenha: A Padaria dos Finais Felizes de Jenny Colgan

Chick-lit. Seguindo a mesma estrutura de A Pequena Livraria dos Sonhos, Jenny conseguiu me encantar mais uma vez com essa linda história de superação, descobertas e amor.

Sinopse

Um balneário tranquilo, uma loja abandonada, um apartamento pequeno. É isso que espera Polly Waterford quando ela chega à Cornualha, na Inglaterra, fugindo de um relacionamento tóxico.

Para manter os pensamentos longe dos problemas, Polly se dedica a seu passatempo favorito: fazer pão. Enquanto amassa, estica e esmurra a massa, extravasa todas as emoções e prepara fornadas cada vez mais gostosas.

Assim, o hobby se transforma em paixão e logo ela começa a operar sua magia usando frutos secos, sementes, chocolate e o mel local, cortesia de um lindo e charmoso apicultor.

A Padaria dos Finais Felizes é a emocionante e bem-humorada história de uma mulher que aprende que tanto a felicidade quanto um delicioso pão quentinho podem ser encontrados em qualquer lugar.

Resenha

Conheci a escrita de Jenny Colgan através do primeiro livro da autora lançado pela editora Arqueiro, A pequena livraria dos sonhos. O livro se tornou um dos favoritos do ano e eu me apaixonei pela narrativa leve e divertida da autora. Com o lançamento de seu segundo livro pelo selo Romances de Hoje, é claro que corri para ler e não me arrependi! Meu amor por Jenny só aumentou.

A padaria dos finais felizes é um chick-lit doce, fofo, inspirador. Polly é uma mulher muito corajosa e que apesar de tudo de ruim que aconteceu, nos mostrou que é possível dar a volta por cima e descobrir que somos muito capazes de superar todas as adversidades. 

O tema do livro parece simples: Polly abre uma padaria. Na verdade, a premissa é realmente bem simples se pararmos para pensar, porém, a lição que essa personagem nos passa é tocante e marcante e importante. Entre uma sova e outra de massa, a ruiva nos ensina que é preciso um pouco de coragem para recomeçar do zero e que com trabalho duro, dedicação e amigos, é possível sim se reerguer.

A trama e a narrativa de Jenny é tão deliciosa, que é impossível largar o livro; seguimos a leitura acompanhando o aroma de pão no forno, saboreamos o doce mel do começo de novos amores, nos banhamos no sal marítimo que acompanha nossas lágrimas em alguns momentos e aquecemos o coração, saltitando junto com Neil (o papagaio-do-mar) entre uma bancada e outra.

A padaria dos finais felizes faz muito jus ao título, é realmente o sentimento de “final feliz” que o livro desperta. A leitura leve, doce e divertida me levou a concluir o livro sentindo o coração aquecido, feliz e esperançoso. Super recomendo para quem deseja uma leitura para distrair e dar boas risadas. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: