Resenha: Cartas Para Uma Falsa Dama de Carol Townend

Romance de Época. “O amor não é uma fraqueza, é uma grande força. Querer e desejar estão muito próximos da luxúria, então para forjar um casamento duradouro é preciso mais do que isso.”

Ainda recém-casado, o conde Tristan deixou sua esposa para defender o ducado da Bretanha. Dois anos se passaram desde a última vez que Francesca vira o belo rosto do marido. Durante todo esse tempo, ela escreveu incessantemente para Tristan, mas não recebeu resposta. Nem mesmo após descobrir que não era a filha verdadeira do conde Myrrdin. Aflita, ela esperava receber o pedido de anulação do casamento a qualquer momento. Porém, quando Tristan retorna, Francesca percebe que não é a única assombrada por segredos do passado.

Links: Skoob | Comprar: Amazon

Resenha

Escrito por Carol Townend, “Cartas Para Uma Falsa Dama” faz parte da série “Os Cavaleiros de Champagne”. Quem leu minha resenha de “Os Segredos dos Olhos de Lady Clare” sabe que eu estava curiosa sobre Francesca, me perguntando qual destino ela teria.

Pois bem… Nossos protagonistas da vez são Francesca e Tristan, recém-casados através de um casamento dinástico que possui todos os motivos para ser anulado. Francesca é uma mulher que inspira amor e dedicação às pessoas. Conde Tristan, por sua vez, um homem preocupado com títulos, deveres e honra. Houve momentos em que eu tive dó de tanta “notícia ruim” uma atrás da outra que Francesca recebia e outros que eu desejei dizer: “deixa de paranoia, mulher!”. De qualquer forma, as partes mais interessantes da história são as que envolvem Tristan, infelizmente a mocinha ficou apagadinha perto da personalidade dele.

A narrativa é em terceira pessoa (até demais pro meu gosto) e senti falta de diálogos mais prolongados. Possui todos os clichês (que adoramos) típicos de romances de época, mas o livro não conseguiu ter seu diferencial (sensação de potencial não aproveitado).

Apesar da capa desta edição estar bonita, em minha opinião está inferior ao livro de Lady Clare (fiquei muito satisfeita com os tons do vestido, cor do cabelo e o olhar misterioso da modelo). Acredito que as capas são a identidade de um livro, então senti falta de algo que caracterizasse Lady Francesca ou fizesse referência às cartas (a sensação é de uma capa que serve pra qualquer livro de época cujo a protagonista seja uma mulher branca).

Apesar da editora ter lançado primeiro “Cartas Para Uma Falsa Dama” e só depois “Os Segredos dos Olhos de Lady Clare”, minha sugestão para ordem de leitura é justamente o inverso.

Se a autora queria passar alguma mensagem através desse livro, acredito que seja:

Pai não é aquele que gera, é aquele que cria. Família é onde se tem amor, vai muito além de terem o mesmo sangue ou não. O amor não é uma fraqueza, é uma grande força. Querer e desejar estão muito próximos da luxúria, então para forjar um casamento duradouro é preciso mais do que isso. A distância clareia nossos sentimentos: dissipa os falsos e incendeia os verdadeiros. Às vezes, aquilo que você acha que será um empecilho se torna uma ponte para chegar onde você jamais se imaginaria. Se vitimizar não mudará as coisas, esteja pronto pras mudanças. Quem não luta pelo destino que quer, deve aceitar o destino que vier. Aceite o que você não pode mudar e mude o que você não pode aceitar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: