Resenha: A Coroa da Vingança de Colleen Houck

Fantasia. A Coroa da vingança é o encerramento da jornada da jovem Lilly com os três Filhos do Egito. Seth está muito perto de conseguir se livrar de sua prisão e fazer sua vingança contra os outros deuses, trazendo o Caos para o Cosmo. Só a jovem, juntamente com suas duas almas “passageiras” podem tomar a decisão necessária para salvar o universo.

Em A Coroa da Vingança, terceira e última aventura da série Deuses do Egito, Colleen Houck nos presenteia com um desfecho tão surpreendente e inspirador quanto o elaborado universo mitológico que criou.
Meses após sua pacata vida como herdeira milionária sofrer uma reviravolta e ela embarcar numa vertiginosa jornada pelo Egito, Liliana Young está praticamente de volta à estaca zero.
Suas lembranças das aventuras egípcias e, especialmente, de Amon, o príncipe do sol, foram apagadas, e só resta a Lily atribuir os vestígios de estranhos acontecimentos a um sonho exótico. A não ser por um detalhe: duas estranhas vozes em sua mente, que pertencem a uma leoa e uma fada, a convencem de que ela não é mais a mesma e que seu corpo está se preparando para se transformar em outro ser.
Enquanto tenta dar sentido a tudo isso, Lily descobre que as forças do mal almejam destruir muito mais que sua sanidade mental – o que está em jogo é o futuro da humanidade.
Seth, o obscuro deus do caos, está prestes a se libertar da prisão onde se encontra confinado há milhares de anos, decidido a destruir o mundo e todos os deuses. Para enfrentá-lo de uma vez por todas, Lily se une a Amon e seus dois irmãos nesta terceira e última aventura da série Deuses do Egito.

Links: Skoob | Comprar: SaraivaSubmarinoAmazonCultura

Resenha

Eu estava temerosa sobre o que esperar desse livro. O final do livro anterior foi interessante, entretanto a narrativa e a história em si, não me agradaram muito. Mas, o começo de A Coroa da vingança me deixou esperançosa sobre o que aguardar dessa conclusão da história.

Lilly perdeu todas as suas memórias sobre Amon e os filhos do Egito. Todo o tempo que ela passou desde que o conheceu desapareceu de sua mente, e ela acorda na fazenda de sua avó sem essas lembranças. Entretanto, suas duas almas companheiras, Tia e Ashleigh continuavam presentes com ela, contando tudo que sabiam da trajetória.

“- Se alguém tem força suficiente para isso, é você. Jamais acredite que não pode. Acreditar é vencer metade da batalha.”

A avó de Lilly, dessa vez, ficou a par do que estava acontecendo com a neta, e juntou-se ao Dr. Hassan, para com o auxilio de Tia e Ashleigh, prepararem Lilly da melhor forma possível para a batalha que está por chegar. Mas antes, a jovem terá que encontrar e chamar os Filhos do Egito: Amon, Asten e Ahmose. E é ai, que mesmo sem memórias, Lilly começa sua jornada, reencontrando pessoas das quais não se lembra mais, e encarando os mais diversos perigos.

Acontece tanta coisa neste único livro que ele acabou meio cansativo para mim. Quando eu achava que “agora vai, eles vão deter Seth”, não, tinha mais algo que tinham que fazer antes. Eu entendo que o caminho não deveria ser fácil para chegar até o “big boss”, mas foram tantos os obstáculos, que o encerramento foi muito fácil.

Não me entendam mal, o final foi interessante, apesar de um pouco previsível, foi bom. Me agradou como  leitora, mas o fato de o grande confronto, com aquele que era o pior pesadelo dos deuses durante os dois livros anteriores ficou deixando a desejar. Houveram muitas revelações, muitas pequenas reviravoltas, e teve até uns momentos bem tristes com sentimentos de perda bem grandes, mas, Seth deixou a desejar.

Foi bom acompanhar a jornada de Lilly e os três príncipes múmias, foi um caminho longo, cheio de altos e baixos, mas acho que isso é normal, é uma série, nem todos os momentos podem agradar 100% (apesar de que possuo livros que me agradaram 100% do tempo de leitura, mas detalhes, né?!). Ao meu ver a autora evoluiu bastante desde seus primeiros livros, e cresceu ainda mais no decorrer desta série, estou aguardando qual será o próximo mundo fantástico que a Colleen Houck vai criar.

A Editora Arqueiro caprichou até o último momento, a capa do livro é belíssima, e toda metalizada, assim como os livros anteriores da série, o que torna o livro muito bonito de se olhar. E, esse terceiro livro, para mim, é o mais bonito visualmente. Arrasou, Arqueiro!

Esta é uma série que recomendo, os amantes de fantasia vão se deliciar. Temos uma personagem forte, que perde sua essência ao decorrer dos livros, mas consegue se encontrar no final da trama. Definitivamente, uma leitura que vale a pena.

“- Descobri que é melhor não olhar para trás com arrependimento. Só com lições aprendidas. O infortúnio pode acompanhar a gente por toda a vida. A gente acaba tendo apenas duas escolhas. Lamentar o destino, diminuir o passo até ele alcançar a gente e depois estender os braços para abraçar a tristeza ou continuar correndo para que ele nunca possa alcançar a gente. Escolhi a última opção.”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: