A menina de 200 anos (Mírian Monte)

Ah, Terra da liberdade,
Tens tanta história,
E tão pouca idade…
Teus Duzentos anos
Mereciam ser contados
Por um grande alagoano,
Como Jorge de Lima,
Théo Brandão,
Graciliano Ramos.
Ah, Terra de Guerreiros…
De ti, partiu o grito de Zumbi,
No quilombo dos palmares,
Exigindo dignidade,
Igualdade entre os humanos.
E à sombra dos teus coqueirais
Descansaram os Marechais,
De ideais republicanos.
Ah, Nação Caeté,
Deixaste de herança,
No sangue de tuas crianças,
A cultura de não se curvar.
Ah, Terra de Calabar,
Tens sabor de sal e açúcar
És berço de muitas lutas,
De quem enfrenta a labuta
Em jangadas, canaviais.
És a Terra dos Corais,
De belezas infinitas,
Das paisagens mais bonitas
De toda a costa nordestina.
Alagoas…
Com os teus duzentos anos,
És apenas uma menina,
De olhos d’Água cristalina
E muita história para contar.
Alagoas…
Nos teus rios, tuas lagoas,
Encostei minha canoa
E para sempre vou te amar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: