Resenha: A Fila de Ana Esterque

Contos/Drama. Um livro que mostra a realidade humana de uma forma nua e crua, capaz de mexer com seus sentimentos mais secretos e que te faz pensar e repensar na vida!

cinco flores

O livro A Fila é composto por 10 narrativas, permeadas por temas polêmicos – como incesto e violência contra a mulher. Além disso, as histórias levam o leitor a uma reflexão sobre o vazio e a delicadeza da alma.

“Olhava o minúsculo corte e a delgada linha de sangue que vagarosamente se expunha sobre o dedo, logo abaixo de sua unha colorida em vermelho. ´Vermelho rústico´, conforme havia dito a manicure no início da semana.

As frutas vermelhas, as unhas em vermelho rústico, o dedo levemente ferido. O corpo rústico como a cor do esmalte?

A condição humana era exposta e escancarada em um simples corte de um milímetro no dedo! Lembrou-se, inexplicavelmente, da existência da alma.

E a alma, que de rústico nada tem, e mais parece vapor, éter, e voa, voa.”

Link: Skoob | Comprar: Editora

Resenha

Fico extremamente feliz quando leio um livro onde o autor consegue não só mexer com meus sentimentos, mas quando ele consegue, através das palavras escritas, me fazer sentir junto com o personagem cada um dos sentimentos descritos ali. A Fila é um livro pequeno, porém de uma profundidade enorme.

Escrever é uma arte. Se utilizando de técnicas qualquer um pode escrever, mas escrever com sentimento e maestria é para poucos. Ana Esterque é uma dessas raras criaturas que conseguem passar para o papel os sentimentos.

Quando recebi A Fila, estava com receio de ler o livro por ele abordar temas pesados como incesto, violência, desvalorização da mulher e uma infinidade de temas tão pesados quanto. Eu sabia que estava diante de um livro que possivelmente me faria chorar, sentir asco, repúdio, nojo, medo e uma gama de sentimentos profundos. É, eu estava certa, pois em cada um dos contos que li, um misto de sentimentos pululou!

Estamos diante de um livro de contos. Contos curtinhos mas com uma carga emocional enorme. A autora não só descreve uma situação, mas a escrita dela faz parecer que as páginas estão pulsando com vida, tamanha a realidade encontrada nos textos. Não posso nem dizer quais contos gostei mais, pois cada um tem a sua peculiaridade. Cada um me fez refletir sobre um ponto diferente.

Tenho um arrependimento: li o livro muito rápido. Menos de uma hora terminei a leitura. Esse é um livro para ser saboreado devagar. Ler um conto por dia, para te dar tempo de refletir e colocar seus sentimentos no lugar. Não se engane com a quantidade de páginas… O livro é denso, intenso, pesado…

Posso dizer que senti com a leitura: solidão, urgência, calafrios, desespero, aflição, pena, amor e culpa. Um misto de sentimentos que se confundiram com os dos personagens. Para você que aprecia contos e gosta de livros que te fazem pensar, com certeza esse precisa estar em sua estante!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: