Resenha: Amante Sombrio (Irmandade da Adaga Negra vol. 01) de J. R. Ward

Erótico. A sedução é algo inerente aos vampiros, mas neste livro, os vampiros são bem diferentes do que o seu imaginário jamais sonhou.

quatro flores e meia

Nas sombras da noite, em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra, entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Ainda assim, nenhum deles deseja a aniquilação de seus inimigos mais que Wrath, o líder da Irmandade da Adaga Negra. Wrath é o vampiro de raça mais pura dentre os que povoam a terra e possui uma dívida pendente com os assassinos de seus pais. Ao perder um de seus mais fiéis guerreiros, que deixou órfã uma jovem mestiça, ignorante de sua herança e destino, não lhe resta outra saída senão levar a bela garota para o mundo dos não mortos.
Traída pela debilidade de seu corpo, Beth Randall se vê impotente em tentar resistir aos avanços desse desconhecido, incrivelmente atraente, que a visita todas as noites envolto em sombras. As histórias dele sobre a Irmandade a aterrorizam e fascinam. Seu simples toque faísca, um fogo que pode acabar consumindo a ambos.

Link: Skoob | Comprar: SaraivaSubmarinoAmazon

Resenha

Não sou a maior das fãs dos livros eróticos, mas a proposta desse livro, ou melhor, da série Irmandade da Adaga Negra como um todo me deixou bastante curiosa. A promessa de um livro de fantasia, com vampiros e todo um universo obscuro, e, com cenas calientes bem balanceadas e escritas foram o ponta pé inicial para eu começar a leitura e não querer mais largar.

Como primeiro livro de toda série, em Amante Sombrio somos apresentados ao universo dos vampiros. Esses vampiros não são assassinos cruéis de humanos indefesos, pelo contrário, são bem discretos, e vivem no seu próprio mundo, tentando ao máximo não serem percebidos pelos humanos. Como eles se alimentam? Do sangue dos da própria especie. Esses vampiros ainda vivem sob o regime de monarquia, não que o seu rei esteja interessado em governar, e são protegidos pelos membros da Irmandade da Adaga Negra, guerreiros vampiros que lutam contra a sociedade redutora, que seriam, digamos, uns caça vampiros.

Cada livro da série é focado em um membro da Irmandade, e para começar as atividades não poderiam escolher ninguém menos que Wrath, o Rei cego. A trama desenrola-se nas ruas de Caldwell, Nova York, onde a guerra entre os integrantes da Irmandade e os retudores acontecem. E é, em uma noite dessas que um dos guerreiros e grande amigo de Wrath é morto.

Wrath vê-se preso a uma promessa: seu amigo antes de morrer deixou uma filha mestiça, Beth Randall, que nada sabe da sua situação, e ele, tem que ajudá-la a ingressar neste mundo. Beth se vê relutante em acreditar em toda essa loucura, mas ao poucos ela vai descobrindo tudo que a aguarda. E bem, o romance entre os dois é algo que já esperamos desde as primeiras páginas.

“Bem-vindo ao maravilhoso mundo do ciúme, pensou. Pelo preço de sua entrada, ganhe também uma maldita dor de cabeça, um desejo quase irresistível de cometer um assassinato, e um complexo de inferioridade. Oba.”

A narrativa é envolvente e as cenas de sexo são bem descritivas e bem escritas. Eu não sabia bem como a autora ia levar essa mistura de fantasia com erótico, e cheguei até achar que poderia ser uma história bem tosca, ainda bem que eu estava completamente enganada.

Apesar de algumas coisas serem bem óbvias, como por exemplo, o romance entre Wrath e Beth (a gente já sabe que ele vai acontecer desde a sinopse do livro), o livro possui algumas reviravoltas e deixa alguns mistérios no ar para os próximos livros da série. É uma leitura que eu apreciei e recomendo para aqueles que estão em busca de romances picantes diferentes e com uma pegada mais de aventura pela meio.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: