Ficou Marcado #3: Christian Grey

Ok, ok, sei que irão me crucificar por causa dessa postagem, mas eu não me importo com isso. O “Ficou Marcado” é uma coluna onde falo sobre coisas que me marcaram de alguma forma. Seja um personagem, um livro, uma cena, um único acontecimento… enfim, algo que despertou meu interesse e chamou minha atenção. Sim, Christian Grey é um personagem importante e que me marcou por vários motivos e são esses motivos que irei comentar com vocês agora.

Pensei muito antes de escrever sobre Grey, afinal ele e a trilogia Cinquenta Tons são bem polêmicos. Seja falando sobre ele de forma positiva ou negativa, existirão pessoas que me jogarão pedras, mas como disse, não me importo com isso. Gostar ou não de um livro (ou personagem) é algo muito pessoal e tenho todo direito de expressar minha opinião, certo? Estamos no meu blog afinal de contas e a única coisa que peço é que se você não concordar com minha opinião, seja agradável e educado nos comentários.

Pois bem, Christian é amado e odiado por muitas pessoas. Na verdade, ou você ama ou você odeia o Grey. Não existe meio termo. Se você já leu minhas resenhas de Cinquenta Tons sabe que sou do #TimeGrey.

Mas, por que Christian Grey foi escolhido pra aparecer na coluna Ficou Marcado?

Pra começo de conversa eu adoro polêmica e sem sombra de dúvidas ele é um dos personagens mais polêmicos que existem, pelo simples fato dainVNapAr trilogia Cinquenta Tons ter ganhado um destaque mundial. Existem personagens de livros eróticos bem mais problemáticos que Grey e nem tocam nos nomes deles…

Christian tem problemas psicológicos por causa dos traumas que sofreu na infância? Sim, ele tem muitos, mas não consigo enxergar o monstro que muitas pessoas enxergam dele… As vezes acho que não lemos o mesmo livro, mas enfim… Apesar de todos os traumas e das atitudes que ele tem no decorrer do livro, me apaixonei pelo lado romântico, apaixonado, sedutor e cuidadoso que ele tem. Tá, confesso que na vida real eu não gostaria de ter um homem controlador como ele, mas na ficção isso ficou bonitinho.

Na verdade, o que mais me marcou em Christian Grey foi o fato dele ser o protagonista do primeiro livro “erótico” (depois descobri que existem livros bem mais eróticos que Cinquenta Tons e hoje considero a trilogia como sensual) que li e também primeiro livro que aborda o tema BDSM. Sim, achei um universo fascinante que me despertou bastante interesse e me levou a procurar outros livros (ótimos por sinal) com essa temática.

E como nosso “primeiro amor” a gente nunca esquece, Christian vai ter sempre o seu papel de importância na minha vida literária.

Que fique claro que não estou aqui pra discutir se ele é sádico ou não, se ele é um machista controlador ou não, nem pra defender feminismo ou machismo, ou qualquer bandeira. O livro tem suas falhas, Christian tem seus defeitos (e qualidades), mas eu gosto mesmo assim da trilogia e principalmente do personagem!

Resenhas: Cinquenta Tons de Cinza | Cinquenta Tons Mais Escuros | Cinquenta Tons de Liberdade

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: