Resenha: Psicose de Robert Bloch

(Clássico) Suspense. Com um suspense delicioso, Bloch brinca com a mente do leitor nesse thriller psicológico. Um livro que você não consegue parar de ler até chegar na última página!

quatro flores e meia

Livro que deu origem ao mais famoso filme de suspense de todos os tempos. Psicose conta a história de Marion Crane, que foge após roubar o dinheiro que foi confiado a ela depositar num banco. Ela então vai parar no Bates Motel, cujo proprietário é Norman Bates, um homem atormentado por sua mãe controladora. Belo suspense, de tirar o fôlego!

Link: Skoob | Comprar: SaraivaSubmarinoAmazon

Resenha

Quem aqui nunca ouviu falar na clássica “cena do chuveiro” do filme de Hitchcock? Você até pode não ter assistido ao filme como eu, mas tenho certeza que em algum momento de sua vida já ouviu falar desse bendito chuveiro e já ouviu aquela música aterrorizante do filme Psicose (1960). Nunca viu? Então veja abaixo:

Hitchcock ao se deparar com o livro de Robert Bloch, vislumbrou todo o potencial cinematográfico do mesmo e correu para comprar as 3 mil cópias disponíveis na livraria para que as pessoas não tivessem acesso ao final da obra antes do filme ir ao ar. Foi uma grande sacada do cineasta, já que com esse filme ele foi consagrado como o mestre do suspense. Nem preciso falar que o filme virou um clássico conhecido mundialmente e que faz sucesso até hoje. Para minha alegria (ou não), tive o prazer de ler Psicose sem ter a menor noção do que acontece no livro, já que não assisti ao filme. Minha experiência com a leitura foi fantástica e preciso urgentemente assistir ao filme.

Inspirado numa história real, o livro retrata  através do protagonista, Norman Bates, o caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. Norman Bates e a mãe são proprietários de um motel que praticamente vive sem cliente nenhum devido à construção de uma nova rodovia que desviou o trajeto dos carros para outro local. Vivendo isolado do resto do mundo, Norman gerencia o motel e cuida da mãe, atendendo aos poucos clientes que aparecem e vivendo sua vida reclusa em meio aos livros. Numa noite chuvosa, Mary acaba se perdendo na estrada onde ia para a casa de seu noivo Sam e resolve passar a noite no Motel Bates para descansar da longa viagem. Fugindo depois de roubar 40 mil dólares de seu patrão, Mary tenta colocar sua cabeça em ordem e realizar o tão sonhado casamento com seu noivo. Infelizmente ela não chega ao seu destino e é aí que começa toda a trama do livro.

Com suspense do começo ao fim, o autor brinca com a imaginação do leitor. De acordo com o desenrolar da trama você fica na dúvida de quem é o assassino. O mistério é tão instigante que o leitor não consegue parar e a todo momento é impulsionado a ler a próxima página. A narrativa simples ajuda bastante na leitura. Esse é um livro para ser lido em poucas horas e o final é surpreendente! Mesmo para aqueles que já assistiram ao filme e sabe qual o grande mistério que envolve os Bates, acredito que essa será uma leitura muito interessante.

Psicose é uma obra clássica do horror, não por ser um livro que vai te dar medo ou ser cheio de sustos, mas pelo tema abordado. Na verdade o considero como um thriller psicológico e ele aborda um tema, que para a época em que foi lançado, era completamente aterrorizante. Falar sobre psicopatia sempre é assustador, certo? É difícil “aceitar” que pessoas próximas possam ser tão cruéis…

Enfim, recomendo essa leitura por ser um clássico e por ser simplesmente maravilhosa. Agora vou correndo assistir ao filme (porque eu preciso!) e começar a assistir a série de TV. Sim, existe uma série chamada Bates Motel que aborda um Norman jovem, toda a relação complexa com a mãe e os eventos que desencadearam a psicopatia retratada no livro. É um ótimo prequel e complemento para os fãs de Bloch e Hitchcock!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: