Resenha: Enquanto Bela Dormia de Elizabeth Blackwell

Releitura. Com uma narrativa envolvente, a autora reconta a história de Bela Adormecida de uma maneira muito pessoal e peculiar. Uma história cheia de mistério, reviravoltas e surpreendente até a última página!

quatro flores

Nos salões de um castelo, uma confidente leal guardou por muitos anos os segredos de uma rainha linda e melancólica, uma princesa que só queria ser livre e uma mulher que sonhava com a coroa. Esta é sua história.

Ambientada em meio ao luxo e às agruras de um reino medieval, esta releitura de A Bela Adormecida consegue ser fiel ao clássico ao mesmo tempo que constrói uma narrativa recheada de elementos contemporâneos. Nessa mescla, os dramas de seus personagens – um casal infértil, uma jovem que não aceita viver em uma redoma e uma família despedaçada pela inveja – tornam-se atemporais.

Quando a rainha Lenore não consegue engravidar, recorre aos supostos poderes mágicos da tia do rei, Millicent. Com sua ajuda, nasce Rosa, uma menina linda e saudável. No entanto, a alegria logo dá lugar às sombras: o rei expulsa de suas terras a tia arrogante, que então jura se vingar. Seu ódio se torna a maldição que ameaça a vida de Rosa. Assim, a menina cresce presa entre os muros do castelo, cercada dos cuidados dos pais e de Flora, a tia bondosa e dedicada do rei que encarna a fada boa do conto original.

Mas quando todas as tentativas de proteger Rosa falham, é Elise, a dama de companhia e confidente da princesa, sua única chance de se manter viva. E é pelos olhos dessa narradora improvável que conhecemos todos os personagens, nos surpreendemos com o destino de cada um e descobrimos que, quando se guia pelo amor – a magia mais poderosa do mundo –, qualquer pessoa é capaz de criar o próprio final feliz.

Link: Skoob | Comprar: SaraivaSubmarinoAmazon

Resenha

Contos de fadas… quem é que não gosta? A perspectiva dos finais felizes, dos amores eternos e príncipes encantados dessas histórias para crianças (que não são tão infantis assim), encantam a todos, e ultimamente, muitas releituras desses contos tem surgido no meio literário. Enquanto Bela Dormia é uma releitura do clássico Bela Adormecida e por ser uma das minhas histórias favoritas, não pensei duas vezes para solicitar o livro à editora Arqueiro.

Estava extremamente ansiosa para começar essa leitura e não me decepcionei com ela. Apesar de ser uma releitura, a autora não se prendeu à história original e nos presenteou com uma narrativa maravilhosa e elementos completamente novos. Calma, você reconhecerá os elementos principais de Bela adormecida, mas as semelhanças acabam por aí. A começar por nossa protagonista narradora que não é a Bela princesinha.

Elise, uma menina que nasceu numa fazenda e tinha o grande sonho de trabalhar no castelo é nossa protagonista e narradora. Ao ler a sinopse do livro, não temos a exata noção da importância dessa personagem e nem vislumbramos o quanto ela é maravilhosa. Elise conta sua história a partir de sua infância difícil na fazenda, passa pelo momento em que se tornou serviçal do castelo e com um pouco de sorte passa a trabalhar diretamente com a rainha. Os anos vão passando e nossa menina torna-se amiga íntima da família real e dama de companhia da princesa Rosa. Toda a apresentação dos outros personagens é feita sob a ótica de Elise.

Narrado em primeira pessoa, a autora abusa do mistério. Apesar de já conhecermos o final de A Bela Adormecida, não conseguimos decifrar os caminhos que a história vai tomando. A versão da autora possui uma visão muito pessoal do conto e é completamente original. Do início ao fim de minha leitura, fiquei curiosíssima para saber o que iria acontecer com a família real, com a princesa e com a própria Elise. O mais interessante dessa narrativa é o leitor ir descobrindo gradativamente o que foi criação da autora e o que é realmente elemento existente no conto original. Blackwell foi incrivelmente fantástica!

Apesar de ter gostado muito do livro, minha leitura foi lenta. Não é um livro que eu considere de leitura rápida, nem para ser lido em um dia (existem as exceções) e confesso que em alguns momentos fiquei um pouco cansada por ser bastante descritivo. A história se passa na era medieval e é bem fiel à essa época tão tenebrosa.

Com personagens fascinantes, uma narrativa instigante e uma releitura bem original, recomendo esse livro para quem gosta de contos de fadas, releituras e acredita em finais felizes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: