Uma Olhadela nos E-readers

Então você vai viajar, quer aproveitar a folga para ler, pensou em levar a metade da sua biblioteca, mas, não tem tanto espaço assim na mala? A solução pode estar num e-Reader. Esse é um termo usado para os Leitores de livros digitais, ou, leitores de e-Books. Feitos para reunir uma biblioteca no bolso, esses dispositivos vêm ganhando cada vez mais adeptos no Brasil.

Não é um Tablet!

Parecido com um tablet, o aparelho destina-se especialmente à leitura de livros. E isso faz toda a diferença. Sim, você pode ler livros digitais pelo seu tablet usando um app para isso. Mas, acredite, a experiência de leitura pelo e-Reader é completamente diferente. Isso se deve especialmente pelos aparelhos simularem muito bem a leitura de um livro físico, não cansando a vista, graças à tecnologia E-Ink na tela. Confesso que nunca consegui ler um livro pelo computador, tablet, ou celular. E o cansaço da vista foi um dos principais fatores, o que não ocorre nos e-Readers. Por outro lado, se você tem a pretensão de usá-lo para ver seus emails, navegar na internet, usar seus apps preferidos, aí é melhor um tablet. Apesar de alguns e-Readers até terem algumas dessas funcionalidades, a experiência não chega nem perto de um bom tablet. Então estamos combinados, o e-Reader não é um tablet, e tem a grandiosa pretensão de lhe proporcionar momentos prazerosos de leitura tão bons quanto o seu amado livro.

Livraria + e-Readers

O e-Reader mais famoso no mundo é o Kindle, comercializado pela Amazon. Apesar de muita gente achar que foi ela quem criou os e-Readers, ele foi criado bem antes, e já era comercializado em 1998, enquanto que o primeiro Kindle surgiu em 2007. Então, saiba que existem outros modelos além do Kindle sendo comercializados no Brasil. Os principais e-Reader no mercado são:

  • Kindle, da Amazon;
  • Lev, da Saraiva;
  • Kobo, da Livraria Cultura.

garota_lendoCada um tem suas características, vantagens e desvantagens. Como o nosso foco não é uma confrontação entre os modelos, vamos apenas pincelar os pontos fortes e fracos de cada um.

Antes porém, é preciso falar sobre os formatos dos livros digitais (e-Books). Apesar dos primeiros modelos de livros digitais serem nos formatos EPUB e PDF, nem todos seguiram esse padrão. O Kindle é um exemplo, pois o seu formato proprietário é o AZW, embora também aceite os formatos Mobi, PDF (com limitações), TXT e PRC. Ou seja, dependendo de qual livraria você comprar o seu e-Book, pode não funcionar no seu e-Reader. O que não chega a ser um grande problema, pois, já existem programas gratuitos, como o Calibre, que podem converter entre formatos, especialmente de EPUB para Mobi ou vice-versa. E por falar em compras de e-Books, você pode comprá-los pelo próprio e-Reader, ou pelo computador e depois transferi-los para o dispositivo.

Modelos e Principais Características

Pode-se dizer que os e-Readers têm evoluído, e hoje existem uma variedade de modelos no mercado. Vejamos alguns deles:

(Obs: os preços foram fornecidos pelo fabricante no dia de postagem da matéria, podendo sofrer alterações).

  • O Kindle da Amazon tem 4 modelos no mercado brasileiro, são eles:
    • Kindle (R$ 299,00) – o único sem iluminação embutida;
    • Kindle Paperwhite (R$ 479,00) – com wifi;
    • Kindle Paperwhite 3G (R$ 699,00) – wifi + 3G;
    • Kindle Voyage (R$ 899,00) – o mais leve e com o pagepress (uma tecnologia para virar a página mais facilmente).

kindle

Conta a favor da linha, a robustez, o touch mais preciso e a imensidão de títulos de livros internacionais disponíveis na Amazon. O Kindle não aceita expansão com cartões de memória, limitando sua capacidade de armazenamento.  Conheça a linha Kindle aqui.

  • O Lev tem dois modelos:
    • Lev (R$ 299,00) – modelo mais simples, sem iluminação;
    • Lev Com Luz (R$ 399,00) –  com iluminação.

aparelho-lev-2Conta a favor deles o Reflow, recurso que rearranja o texto na tela para facilitar o redimensionamento de fonte e tornar a leitura de PDFs confortável. Além disso, é o mais leve de todos (como o nome sugere) e a Saraiva é a que tem mais títulos em português. Eles aceitam cartão de memória SD. Saiba mais aqui.

  • A Livraria Cultura traz 3 modelos do Kobo para o Brasil: o
    • Kobo Touch (R$ 299,00) – Sem iluminação interna;
    • Kobo Aura (estava sendo comercializado a R$ 659,00, mas está indisponível no momento) – iluminação de tela;
    • Kobo Aura H2O (R$ 799,00) – iluminação de tela e a prova d’água;

Há ainda dois modelos da linha que são na verdade tablets: o Kobo Arc e Kobo Arc 7HD. Sobre os tablets, a tela de LCD prejudica o quesito leitura, no sentido de ser ruim mesmo. Então, levaremos em conta apenas os modelos de e-Readers. O Kobo tem a melhor interface e design, além de ser o que suporta mais formatos de arquivos. Todos os modelos tem wifi. Saiba mais sobre o Kobo aqui.

Detalhes importantes

Uma questão que deve ser levada em conta no quesito custo/benefício são os custos dos livros. Sim, cada livraria cobra o seu preço por cada e-Book. Então, no final das contas, se você vai lotar seu e-Reader com mais de mil títulos, cada real pode ser a diferença de preço entre os e-Readers. E sim, a tela iluminada faz diferença, especialmente em determinados ambientes. Outro detalhe, é a duração da bateria. O Kobo promete 2 meses de funcionamento, enquanto o Lev não chega a um mês.

Finalmente, os e-Readers, apesar de simples, cumprem o que prometem, e já conquistaram muitos adeptos. Qual a melhor compra? Bom, isso vai depender mais do seu uso e preferência pessoal. Meu coração quer o Kobo, meu cérebro (e bolso) quer o Lev e todos que tem um Kindle o indicam fortemente. Independente da sua escolha, uma coisa eu sei, bons momentos de leituras virão. Aproveite a mobilidade, leve sua biblioteca com você e boa leitura!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: