Resenha: O Último dos Canalhas de Loretta Chase

Romance de Época. Uma história engraçada, diferente, instigante e romântica. Loretta tem o dom de encantar seus leitores!

cinco flores

O devasso Vere Mallory, duque de Ainswood, está pronto para sua próxima conquista e já escolheu o alvo: a jornalista Lydia Grenville. Só que desta vez, além de seduzir uma bela mulher, ele deseja também se vingar dela.
Ao se envolver numa discussão numa taverna, Vere foi nocauteado por Lydia e se tornou alvo de chacota de toda a sociedade. Agora ele quer dar o troco manchando a reputação da moça.
Mas Lydia não está interessada em romance, principalmente com um homem pervertido feito Mallory. Em seus artigos, ela ataca nobres insensatos como ele, a quem considera a principal causa dos problemas sociais.
Nesse duelo de vontades, Vere e Lydia se esforçam para provocar a derrota mais humilhante ao mesmo tempo que lutam contra a atração que o adversário lhe desperta. E, nessa divertida batalha de sedução e malícia, resta saber quem será o primeiro a ceder à tentação.

Link: Skoob | Comprar: SaraivaSubmarinoAmazon

Resenha

Estou completamente apaixonada por essa série Canalhas. Apesar de ser um romance de época, Loretta Chase nunca segue a “receita do bolo” e suas histórias são sempre não convencionais. O Último dos Canalhas é o segundo livro da série e assim como O Príncipe dos Canalhas ele nos apresenta uma história cômica e completamente inusitada. Claro que existem clichês e o maior de todos é o casal protagonista terminar juntos no final. E eu duvido muito que exista uma pessoa em sã consciência que não torça por esse desfecho.

Assim como no primeiro livro, a autora optou por fugir dos padrões desse gênero literário. As heroínas da autora são mulheres fortes, independentes e extremamente inteligentes. Mulheres que desafiam os costumes de sua época e que não tem medo de lutar por seus ideais. Lydia não seria diferente disso. Uma jornalista conceituada e escritora competente, a solteirona luta pelos menos afortunados ao lado de sua cadela Susan. Empenhada em desbaratar as artimanhas de cafetinas que “sequestram” e maltratam meninas pobres para trabalhar em bordéis da cidade e darem lucros numa Londres dividida entre a extrema pobreza e a classe rica, Lydia esbarra com Vere Mallory, o Conde de Ainswood.

Vere é o último dos canalhas de sua família. Por vir de uma linhagem de homens que morre muito cedo, ele decide curtir a vida adoidado e a última coisa que ele quer na vida é o casamento. O homem mais bonito da família e também o mais encrenqueiro, acaba como chacota da sociedade ao ser nocauteado por Lydia. É aí que ele decide atrapalhar todos os planos da repórter e inicia uma perseguição implacável.

O livro é narrado em terceira pessoa e é carregado de diálogos sarcásticos, ação e muitas situações cômicas e sensuais. Dei muitas risadas no decorrer da leitura e pude matar saudades de Dain e Jessica com as reviravoltas da história.

A autora escreve de uma maneira deliciosa de se ler e é quase impossível querer largar o livro antes de terminar a leitura. Para quem gosta de romances de época essa série está mais do que recomendada. Terminei o livro com aquele gostinho de saudade e querendo muito ler a próxima história.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: