Resenha: A Garota das Cicatrizes de Fogo de Ricardo Ragazzo

Suspense Sobrenatural. Com um suspense delicioso e um final totalmente inesperado, A garota das cicatrizes de fogo prende o leitor do início ao fim!

tres flores

 

Quatro anos após o desaparecimento da filha e a misteriosa morte da esposa, Johnny Falco recebe uma pista que pode ajudá-lo a desvendar o caso. Um homem aparece morto com as mesmas características inexplicáveis de sua mulher: O CORPO NÃO PASSA DE UM ESQUELETO COM PELE.

Seis anos após ter 80% do seu corpo queimado em um atentado, Lisa Gomez acorda em um hospital com uma incontestável diferença: TODAS AS CICATRIZES DE SEU CORPO DESAPARECERAM!

E quando o destino dos dois se cruzarem na pequena cidade de Valparaíso, ambos descobrirão que as tragédias que cercam suas vidas estão muito mais interligadas do que poderiam imaginar.

Link: Skoob | Comprar: SaraivaSubmarinoAmazon

Resenha

Conheci esse livro através de um book tour organizado por Letícia Venerando do blog Mãe, tô escrevendo e esse foi meu primeiro contato com o autor. Para quem gosta de suspense sobrenatural como eu, a sinopse do livro é o primeiro chamariz e foi exatamente isso que me despertou interesse para participar do book tour.

Apesar do título do livro direcionar para Lisa (achei que ela seria o personagem central aqui), o livro conta a história de Johnny Falco, um detetive que após ser demitido, chega em casa e encontra o corpo de sua esposa e a ausência de sua filha Diana. Nora, a esposa de Falco, não passava de um esqueleto com pele e apenas 4 anos depois o detetive encontra sua primeira pista concreta que poderia levá-lo a desvendar o mistério da morte de Nora e quem sabe, encontrar sua filha. Ao se dirigir à cidade de Valparaíso, os caminhos entre Johnny e Lisa se cruzam.

Lisa é uma adolescente que sofreu um atentado aos 11 anos de idade e teve 80% de seu corpo queimado. Por conta disso ela passou 6 anos de sua vida enclausurada, tendo apenas a mãe  como companhia (e seu ateliê de pintura). Como num passe de mágica, todas as suas cicatrizes desaparecem e Lisa resolve “voltar para o mundo”. Quando a vida de Lisa volta ao normal, seu caminho se une ao do detetive e ambos se juntam para desvendar os mistérios que envolvem suas vidas. Não posso esquecer de mencionar Alex, Debby e Sal. Esses personagens fazem parte da trama e estão interligados.

A narrativa é dividida em dois pontos de vista. Ora acompanhamos Johnny, ora acompanhamos Lisa. Achei isso muito legal, pois foi um modo do autor inserir o leitor no contexto da história. O elemento sobrenatural está inserido do começo ao fim e me senti assistindo um episódio de Supernatural. Johnny tem tudo para ser um Dean, afinal ele é um caçador de seres sobrenaturais.

O livro é repleto de referências. O autor cita livros, séries, músicas e deu pra perceber o quanto ele gosta da cultura pop geek. Me identifiquei muito com isso. Num modo geral gostei bastante do livro, mas alguns pontos me incomodaram e falarei sobre eles a seguir.

Uma das coisas que não consegui compreender foi a escolha do título do livro. Confesso para vocês que por causa dele achei que o foco da história seria Lisa, o que na verdade não foi. Considero ela um personagem importante para a trama, mas ela não é a protagonista. Não para mim, pelo menos. Aliás, não consegui me conectar muito com ela… Achei que a construção dela ficou um pouco superficial para o valor que essa personagem tem. Em alguns momentos senti falta de uma explicação maior, ou uma preparação do terreno, sabe? Não sei, mas talvez o autor quisesse realmente focar em Johnny.

A narrativa é extremamente criativa e a proposta do livro é fantástica. Com a faca e o queijo na mão, o livro tem tudo para prender o leitor do início ao fim. Ele prende. Fiquei curiosa e instigada para descobrir qual o mistério que envolve as mortes bizarras  e as cicatrizes de Lisa, mas confesso que em determinados momentos achei a narrativa corrida e isso tornou alguns momentos importantes raso, sem a devida carga emocional necessária para o desfecho. Isso pode ser por causa da quantidade de páginas? Talvez…

Outro ponto que me deixou um pouco confusa foi o rumo que a história tomou. Eu gostei do final, do desfecho que o autor deu à história. Achei totalmente imprevisível, mas o que me incomodou é que em determinado momento da história senti como se o autor tivesse mudado o rumo das coisas. Não foi ruim, apenas achei estranho.

Falando de um modo geral o livro é bem interessante. Tem um suspense gostoso. A leitura é rápida e instigante. A diagramação está linda.  Acho apenas que precisa ter uma melhor estruturação da história, mas o livro está mais do que recomendado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: