Resenha: Soldier – Leal até o fim de Sam Angus

Drama. Com uma história envolvente e emocionante, a autora Sam Angus nos leva para o contexto da 1ª Grande Guerra Mundial, onde muitos cães foram usados como mensageiros. Surpreenda-se com o enredo e personagens desse livro, enquanto se apaixona pela história de um garoto e seu cão.

Título: Soldier – leal até o fim
Autora: Sam Angus
Tradução: Julio de Andrade Filho
Editora: Novo Conceito

 quatro flores e meia

Sinopse – Quando Tom Ryder é convocado para lutar na Primeira Guerra Mundial, não imagina o quanto o seu irmão mais novo, Stanley, sentirá sua falta. A única alegria do garoto são os filhotes de Rocket, a cadela premiada que é o orgulho da família. Porém, ao descobrir que Rocket teve filhotes mestiços, o pai de Stanley fica furioso e ameaça afogar os cãezinhos.
Inconformado e desejando reencontrar Tom, Stanley foge de casa. Mentindo a idade, consegue se alistar no exército britânico. Somente o amor incondicional pelos animais será capaz de fazê-lo sobreviver à brutalidade e à frieza dos campos de batalha. Uma prova de que a inocência e a sensibilidade podem ser mais poderosas do que a guerra.SOLDIER: Leal até o fim é um livro emocionante e intenso, recomendado para leitores de todas as idades, especialmente para os apaixonados por cães.

Link: Skoob | Comprar

Resenha

” Ele sempre será verdadeiro, leal e corajoso; até a última batida de seu coração ele dará a própria vida por você.”

Com uma capa belíssima e uma chamada muito interessante, Soldier Leal Até o Fim é um livro que não decepciona. A autora traz uma história com muita ação, mas, sem perder o tom de drama. O que faz do livro uma leitura prazerosa, envolvente e emocionante. É do tipo de livro que você começa a ler e não quer parar. Quando tive que fazer pausas na leitura, fiquei curioso com a continuação do conteúdo. A temática da guerra favorece a ação, há um conflito familiar que favorece o drama, e a relação com os cachorros que torna tudo mais apaixonante. Contudo, esse não é um livro com uma história bonitinha de um cão e suas aventuras, tipo, Lessie. Prepare-se para um drama. E se você gosta de cachorros como eu, irá chorar (e se é louco por eles como a Thaisa, é melhor deixar o telefone da emergência por perto).

O ambiente da Grande Guerra deu um clima todo especial para a história. Seja pela ação, ou pelo realismo apresentado pela autora, tudo ficou mais interessante e agonizante dado o pano de fundo da guerra. Aliás, esse jogo vai do início ao fim do livro, ação e drama se misturando aos mistérios apresentados. Outros pontos positivos que diferenciam a obra são a temática animal e a perspectiva da narrativa adotada. Amarrando os animais e a guerra na história, a autora conta com fatos verídicos que dão um realismo a tudo, inclusive há um capítulo final do livro intitulado “Notas da Autora” onde ela explica alguns acontecimentos históricos. A questão de animais que foram usados na guerra (foram mais de 100 mil) e salvaram muitas vidas foi muito bem abordada.

Contudo, o personagem principal não é Soldier, o cão, mas sim, Stanley. Ele é um adolescente que no início da narrativa se vê numa família desestruturada , com tradição no cuidado e adestramento de animais, no interior da Inglaterra. E, se o viés da guerra e da ação está focado nos cães, aqui está o viés do drama, Stanley e sua família. Ponto para a autora que trouxe a tona uma problemática familiar e mostrou a guerra pelos olhos de um adolescente e seus desafios. E é justamente o amor pelos animais que ajudará Stanley a se reencontrar. Durante as páginas criamos uma empatia incrível com o personagem principal, e o acompanhamos enquanto ele amadurece e lida com seus dramas.

Destaco ainda a maneira surpreendente que os fatos vão acontecendo. A autora me surpreendeu pelo menos umas duas vezes mudando o rumo da história (apesar de não termos tantos mistérios e muitos fatos serem um tanto previsíveis). E quase me matou outras duas com fatos surpreendentes que iam surgindo.

Finalmente, acredito que o livro agrada tanto a adolescentes como a adultos. Trata-se de uma história linda, empolgante e com um final tranquilo. Entretanto, os capítulos próximos do fim são de tirar o fôlego. Faltou apenas a autora explorar alguns detalhes, como características da raça dos cães (nem todo mundo sabe como é um deerhound escocês –  e acredite, isso dá outra compreensão) e outros detalhes da Guerra e da região onde aconteceram os combates descritos. Todavia, questões como amor, união, coragem e determinação são abordadas e dão um brilho especial ao enredo. Acredito que todos irão gostar, como eu gostei e recomendo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: