Resenha – Mar da Tranquilidade de Katja Millay

Drama Young Adult. Um livro onde os personagens são perfeitamente perfeitos em suas imperfeições!

5estrelasNastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele.

A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida.À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.

Eleito um dos melhores livros de 2013 pelo School Library Journal, Mar da Tranquilidade é uma história rica e intensa, construída de forma magistral. Seus personagens parecem saltar do papel e, assim como na vida, ninguém é o que aparenta à primeira vista. Um livro bonito e poético sobre companheirismo, amizade e o milagre das segundas chances.

Links: Skoob | Comprar

Resenha

2014-11-16 17-08-46.240

Parando para analisar o que li em 2014, posso dizer que estou com um saldo positivo no quesito de boas leituras. Tive algumas surpresas agradáveis e Mar da Tranquilidade foi uma delas. Fui conquistada pela capa, depois pela sinopse e quando comecei a ler, me apaixonei de vez pela narrativa.

A premissa do livro aparentemente é bem simples: a autora nos apresenta a dois personagens completamente “fodidos”, cada um convivendo da maneira que julga melhor com seus traumas, que se encontram em determinado momento e um pode ser a salvação do outro, ou não. Até aí nada chama muito a atenção, mas quando o leitor começa a virar as páginas, se depara com uma construção de personagens tão envolvente e bem feita que é impossível parar de ler.

De um lado temos Nastya, uma adolescente de 17 anos, que se veste como uma vadia e usa quilos de maquiagem, criando assim uma máscara, fazendo com que todos queiram estar o mais distante possível dela.  Após os acontecimentos traumáticos (que a princípio é uma incógnita para o leitor), a garota perdeu o que mais amava e parou de falar. Como refugio para seus problemas, se esconde atrás dessa máscara, corre até passar mal e mudou-se para uma outra cidade.

Do outro lado temos Josh, Ao contrário de Nastya, conhecemos os problemas dele logo no início. Após perder cada membro de sua família, um por um, aos 17 anos ele ficou sozinho no mundo e com a morte como sinônimo de seu nome, ninguém quer chegar perto dele. Josh tem um humor negro que chega a dar arrepios e não faz questão de ser bonzinho com ninguém. Prefere a solidão e passa horas em sua oficina criando verdadeiras obras de arte em forma de móveis. Esse é seu refúgio.

O inevitável acaba acontecendo e o caminho desses dois se cruza, começa a surgir uma amizade entre eles e é aí que se encontra o ponto alto desse livro.

Devo confessar que achei o livro um pouco confuso no começo. A autora usa muitas metáforas para externar os sentimentos de Nastya e como o leitor não faz ideia do que aconteceu com a personagem fica um pouco perdido. Mar da Tranquilidade é um drama, um drama bem pesado, voltado para o público jovem-adulto. Não é um livro fácil ou rápido de se ler. A construção do enredo e da história entre Josh e Nastya vai sendo feita de forma lenta, devagar, passo a passo, mas isso não é algo ruim. Muito pelo contrário. A história é tão envolvente, a escrita da autora é tão bem elaborada que o leitor fica preso, lendo sem parar e querendo saber o que vai acontecer em seguida.

Tive uma mistura de sentimentos enorme ao ler esse livro. Em alguns momentos  queria estapear a Nastya, em outros  queria abraçar o Josh, depois queria matá-lo e no final eu estava torcendo para que tudo desse certo para os dois. E por falar em final do livro, não vá esperando um “e viveram felizes para sempre” porque ele não existe. A sensação que tive ao terminar a leitura foi que tudo deveria terminar da forma como terminou e fiquei mega satisfeita com o desfecho da história.

A narrativa é feita em primeira pessoa alternando entre a visão da Nastya e do Josh. Ambos são personagens fascinantes e estão longe de serem perfeitos, ou os mocinhos da história. Cada um deles é completamente perfeito dentro de suas imperfeições e loucuras. A autora conseguiu criar uma história envolvente, emocionante e que me fez parar para pensar em minhas reações diante das situações complicadas que a vida apresenta.

Você deve estar aí pensando que os personagens são estereotipados… Pode tirar isso de sua cabeça porque não são nem um pouco. Além de Nastya e Josh temos Drew, Clay e outros personagens secundários que ao longo da leitura você vai aprendendo a amá-los. A descrição de tudo é tão perfeita que é possível sentir o gosto dos cookies de Nastya, o cheiro do verniz na oficina e ouvir os saltos de Nastya nos corredores da escola.

Se você está em busca de uma leitura leve, divertida e rápida, esse não é o momento para você ler Mar da Tranquilidade. Mas, se você está em busca de um drama muito bem construído, uma leitura envolvente e personagens marcantes, sente em sua cadeira e embarque nesse mar da tranquilidade criado por Katja e venha me contar o que achou da leitura.

Posso classificar Mar da Tranquilidade como um dos melhores livros que li esse ano e está mais do que recomendado para quem gosta de um bom drama.

Ficha Técnica

Título: Mar da Tranquilidade
Páginas: 368
Autor: Katja Millay
Edição: 1ª
Editora: Arqueiro
Ano: 2014
Assunto: Literatura Estrangeira – Romances
Idioma: Português

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: