Resenha – 50 Tons de Cinza de E. L. James

cinquenta-tons-de-cinza-original

Sinopse

CINQUENTA_TONS_DE_CINZA_1339188103PQuando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja — mas em seus próprios termos.

Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso — os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família —, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos…

…Então, por alguma razão ergo a vista… e sou capturada pelo atrevido olhar cinzento de Christian Grey, que está parado no balcão, encarando-me atentamente.

Parada cardíaca.

– Srta. Steele. Que surpresa agradável. – O olhar dele é firme e intenso.

Droga. Que diabo ele está fazendo aqui todo despenteado e esportivo, com um suéter grosso, jeans e botas? Acho que meu queixo caiu, e não consigo encontrar meu cérebro nem minha voz.

– Sr. Grey – murmuro, porque é só o que consigo. Pg. 25

Anastasia Steele é uma jovem inocente de 21 anos inocente com essa idade? que estuda literatura, trabalha em uma loja de material de construção e nunca teve um namorado na vida. Ela tem uma melhor amiga chamada Katherine Kavanagh com quem divide um apartamento. Indiretamente, Kate é a responsável por colocar Ana na maior armadilha de toda sua vida.

Kate estuda jornalismo e é responsável pelo jornal da faculdade. Após meses de insistência e espera, Kate consegue uma entrevista muito importante, mas justamente no dia da mesma ela adoece e pede que Ana vá em seu lugar. O entrevistado é o jovem multimilionário, CEO da Grey Enterprises Holdings, Christian Grey suspiros.

Com apenas 28 anos de idade, Christian é considerado um prodígio, pois comanda um negócio multinacional e é dono de uma imensa fortuna. Sem mencionar que ele é lindo, atraente e extremamente controlador Maníaco por Controle. Um homem extremamente misterioso e nenhum meio de comunicação nunca publicou nada sobre sua vida pessoal.

Ao chegar para fazer a entrevista, como totalmente desastrada que é, Ana cai de quatro estatelada no chão diante de Christian. Ao levantar os olhos ela se depara com o homem mais lindo que ela já viu na vida, possuidor de olhos acinzentados muito atraente e sedutor. Ana fica totalmente sem jeito ao tentar ler as perguntas de Kate e enrubesce o tempo inteiro diante daquele olhar penetrante e firme de Grey. Pela primeira vez na vida se sente atraída por um homem, sentindo toda a eletricidade entre os dois no ar. Em contrapartida, ele é muito educado e visivelmente parece estar se divertindo com a timidez dela.

Ana se encanta imediatamente por ele e não consegue entender como aquele homem está interessado por ela eu também não entendo até agora. Apesar dos dois não terem nada em comum, Ana está disposta a se entregar a esse amor. Esperando flores e chocolate, ela recebe uma lista de exigências nada convencional, um termo de confidencialidade e um contrato pra lá de exigente.

Assustada e seduzida por esse homem, Ana resolve dar uma chance e se aventura nessa história de amor. Um mundo totalmente novo, com a descoberta de novas sensações, ela tenta conhecer mais da obscura personalidade de Grey aceitando suas exigências, mas ela não sabe ainda que o que ela queria mesmo era o coração dele e o que ele estava disposto a dar eram noites de prazer.

– Isso quer dizer que você vai fazer amor comigo hoje à noite, Christian? Puta merda. Será que acabei de dizer isso? Ele fica boquiaberto, mas logo se recupera.

– Não, Anastasia, não quero dizer isso. Em primeiro lugar, eu não faço amor. Eu fodo… com força. Em segundo lugar, ainda tem uma papelada para assinar. E em terceiro, você ainda não sabe onde está se metendo. Ainda pode cair fora. Venha, quero mostrar meu quarto de jogos. Pg. 89

Links: Skoob | Degustação | Compre | Box Completo

Resenha

[warning]Leia a resenha ouvindo a trilha sonora do livro clicando aqui.[/warning]

Com toda certeza essa não é uma leitura para menores. Aliás, nenhum romance erótico é. Apesar de gostar do estilo, esse é o primeiro que leio. Por que escolhi a trilogia 50 tons de cinza? Por pura curiosidade! Sim, os livros são um grande sucesso e milhões de pessoas já o leram, então eu resolvi começar por eles para saber o motivo desse sucesso.

Comprei os livros e fui pesquisar um pouco sobre eles. Descobri que ele é baseado em uma fanfic de Crepúsculo. Não li os livros (Crepúsculo), então não posso afirmar como vi em outras resenhas que a trilogia seja uma cópia da outra trilogia.

Além disso, fiquei sabendo de outros pontos:

  • Os protagonistas eram uma caricatura de Bella e Edward e muitos achavam que a narrativa era fraca e repetitiva, enquanto outros adoram o livro.
  • É um livro erótico com práticas de BDSM “Bondage, Disciplina, Submissão, Sadismo e Masoquismo”. Eu já tinha ouvido falar sobre isso, mas  meu conhecimento era zero até então (depois fiz umas pesquisas no Wikpédia – sugestão do Grey :p ).

Bem, depois de várias críticas negativas sobre a trilogia, minha curiosidade aumentou mais ainda e resolvi ler o livro para poder tirar minhas próprias conclusões.

Para começar, no início me surpreendi pela narrativa ser em primeira pessoa pela Anastasia, mas logo em seguida a ficha caiu. Já que tudo está voltado para os sentimentos e sensações de Ana, não poderia ser diferente, não é mesmo?

cinquenta-tons-de-cinza

O que dizer dessa personagem? Vou logo dizendo que terminei a leitura com ódio mortal de Anastasia! Ela tem 21 anos e em relação a sentimentos é muito boboca. Sim, boboca! Ser tímida ou ingênua é uma coisa, mas ser uma completa retardada alheia a tudo que envolva um relacionamento aí já é demais! Ficar corada por alguém segurar sua mão? Só pode estar brincando! Tive vontade de bater nessa mulher diante de algumas atitudes que ela toma no decorrer da trama. E eu não suportava mais ver ela corar, morder os lábios ou falar com sua “deusa interior”.

No começo até dá para engolir essa bobeira da Ana, mas depois isso vai ficando cansativo. Ainda bem que a trama é muito boa e o enredo também. Mesmo com a narrativa sendo um pouco cansativa (por se repetir algumas vezes) o livro é viciante e o ponto alto aqui é o Sr. Grey. Christian é um personagem apaixonante e o mistério que envolve sua vida te leva a ler o livro até o final e ficar com vontade de já começar a ler o outro em seguida. Acho que como todas as mulheres que leram esse livro (com certeza alguns homens também), estou apaixonada por Christian.

Para vocês terem uma ideia, todo o mistério que envolve o passado de Christian me fez ler esse livro muito rápido para poder descobrir mais… muito mais dele.

E o assunto polêmico que faz com quem muitas pessoas odeiem, ou simplesmente tenham preconceito literário, está no quesito “cenas de sexo explícito”. Sim, o livro está repleto delas e a editora não suavizou em nada essas cenas. A edição está impecável. Sinceramente, acho que estou procurando pelo em ovo porque não vi nada de outro mundo descrito no livro. Pelo contrário, achei até que as cenas eram muito superficiais. Tem todo um erotismo envolvendo o casal e Christina,- ah o Christian… – é um sonho de consumo e sabe muito bem o que faz. Tenho que comentar uma coisa aqui: tudo bem que eu até entendo o efeito Grey sobre a Ana, mas… só eu achei que essa mulher goza com muita facilidade? Quem já leu o livro, deixa sua opinião por favor. Achei que em alguns momentos as cenas de sexo ficaram cansativas e repetitivas, já que Anastasia estava sempre imediatamente pronta para ele…

Enfim, essa resenha já ficou gigantesca, então vamos concluir. Tirando os pontos negativos apontados, eu recomendo sim o livro para quem gosta desse estilo literário. Apesar do livro estar classificado para o público adulto, ele é bem juvenil no quesito romance. Acredito que seja por isso que o público adulto critique tanto a narrativa de E L James.

A Editora Intrínseca está de parabéns pela edição dessa obra.

[important]Minha Nota: 10,0 – Porque Christian Grey merece muito mais que isso![/important]

Ficha Técnica

Título: Cinquenta Tons de Cinza
ISBN: 9788580572186
Páginas: 480
Tradutora: Adalgisa Campos da Silva.
Edição: 1
Tipo de capa: Brochura
Editora: Intrinseca
Ano: 2012
Assunto: Romance Erótico
Idioma: Português

Links: Skoob | Degustação | Compre | Box Completo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

  • FMar

    Li o livro por insistência ( e empréstimo ) de uma amiga. Ela não só leu a trilogia em poucos dias como também assistiu o filme duas vezes…O assunto recorrente dessa mesma amiga é, como não poderia deixar de ser, o tal Sr. Grey. O que eu achei desse primeiro livro? Exatamente o mesmo que você: a tal da Ana é uma mala, meio otariazinha, boba até dizer chega mas, na cama, é uma verdadeira ninfomaníaca, insaciável e pronta para infinitos orgasmos ( oi?1?!). Vai ver que a tal deusa interior ajuda um pouco nesse quesito, né? O próprio Christian também não nega fogo e dá várias sem sair de cima ( uêba!!!! ). Até um certo ponto o livro não evolui e cansa o leitor mas, mas ou menos do meio pro fim a narrativa fica mais interessante.
    Bem, vou ler os outros volumes já que, a essa altura do campeonato, fiquei curiosíssima sobre o passado do gato e a tal da Ms. Robinson…

%d blogueiros gostam disto: