Lançamento: O Caso Thomas Quick

Em ritmo de thriller investigativo, premiado jornalista conta a história da fraude que abalou o sistema jurídico sueco      

Capa O Caso Thomas Quick V2 RB.inddEm O caso Thomas QuickHannes Råstam conta a história de uma fraude que colocou em xeque o respeitado sistema judiciário sueco.  O premiado jornalista relata a investigação que o levou a revelar a verdade sobre a série de assassinatos que chocaram a Suécia e os demais países nórdicos.

“Convém salientar que Hannes Råstam não somente escreveu um livro sobre aquilo que, de fato, aconteceu, como também foi aquele que trabalhou no sentido de expor a verdade à luz, a fim de silenciar os verdadeiros canalhas que criaram a fraude”, afirma Leif G. W. Persson, autor do prefácio do livro.

Oito condenações por assassinato. Mais 25 confissões de assassinatos que jamais chegaram a julgamento. É essa a história do caso Thomas Quick. Poucos são os suecos ─ e nórdicos, de uma maneira geral ─ que não se lembram da imagem de Quick, também conhecido como Sätermannen ─ o Homem de Säter. Nunca ninguém tinha visto antes um assassino tão cruel, com laivos de canibalismo.

No verão de 2008, o jornalista Hannes Råstam viajou para o Hospital de Säter, no norte da Suécia, para fazer uma visita ao “pior assassino em série do país”. Esse encontro se transformou em uma reunião de imprevisíveis consequências para ambos.

Råstam leu cada uma das páginas de todas as investigações, analisou todos os interrogatórios e todas as histórias contadas por Sture Bergwall, que é, efetivamente, o verdadeiro nome de Thomas Quick. Leu ainda todas as sentenças e viu todos os vídeos das reconstituições dos crimes. Teve acesso a material até então desconhecido: as anotações médicas da clínica, os diários de alguns policiais e alguns dos relatórios da polícia, que haviam sido devidamente retirados de circulação. Com tudo isso, algumas dúvidas começaram a surgir. Por meio de um paciente trabalho Råstam acabou descobrindo que o pior e mais inimaginável assassino em série de todos os tempos era, na verdade, uma fraude.

“Este é um livro que conta a história do que aconteceu, quando policiais, promotores, advogados e juízes suecos ─ com a cumplicidade de diversos médicos, psicólogos, um deles designado perito em leitura de mentes, além de muitos jornalistas e personalidades da cultura sueca ─ elevaram um doente mental, um mitomaníaco, à categoria de ‘um dos piores assassinos em série da história da criminologia mundial’, diz Leif G. W. Persson.

Passo a passo, é descrita a maneira como Thomas Quick, claramente um doente mental, foi transformado em assassino em série e condenado por assassinatos que não cometeu.

Hannes Råstam trabalhou, entre 1993 e 2011, como jornalista investigativo da STV, o canal público de televisão da Suécia, onde realizou muitos documentários sobre casos jurídicos, incluindo o de Thomas Quick. Recebeu vários prêmios pela sua atividade jornalística, entre eles o Grande Prêmio de Jornalismo, todos os anos, entre 1998 e 2005. Internacionalmente, recebeu o Prix Itália (2001), o Guldnymfen de Monte Carlo (2006) e o FIPA d’Or, da França (2006). Faleceu em 2012.

Lançamento previsto para 23 de abril

Link: Skoob | Record | Comprar

Sinopse

UM HOMEM CONDENADO POR OITO ASSASSINATOS QUE ELE NUNCA COMETEU.

Intrigado após entrevistar “o pior assassino em série” da Suécia, Råstam pesquisou com afinco o caso Thomas Quick. Leu cada uma das páginas de todas as investigações, analisou todos os interrogatórios e todas as histórias contadas por Sture Bergwall, o verdadeiro nome de Quick. Encontrou ambiguidades, furos, depoimentos estranhos e vereditos questionáveis e acabou descobrindo que o pior e mais inimaginável assassino em série de todos os tempos era, na verdade, uma fraude.

Neste livro, o autor descreve detalhadamente como Thomas Quick foi transformado em assassino em série e como os juízes puderam condená-lo por oito assassinatos que, na realidade, ele não cometeu. O caso Thomas Quick, lamentavelmente, não é ficção. É a história verdadeira de um estranho destino humano e de uma tragédia jurídica quase inacreditável.

Ficha Técnica

O caso Thomas Quick (Fallet Thomas Quick)
Hannes Råstam
Tradução: Jaime Bernardes
Editora Record
462 páginas
Formato: 16 x 23 cm
Preço: R$ 58,00
Não ficção estrangeira / Reportagem

Link: Skoob | Record | Comprar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: